EMBALAGENS PLÁSTICAS RÍGIDAS - Principais Polímeros e Avaliação da Qualidade

O mercado de embalagens consome cerca de 42% do material plástico produzido no Brasil. Grande parte destas embalagens são rígidas, apresentando-se em capacidades e formatos diferenciados como frascos, garrafas, bombonas, potes, baldes e bisnagas, entre outros. A experiência acumulada em anos de trabalho com embalagens plásticas nos mostrou a necessidade de manter o mercado munido de informações teóricas e práticas, de fácil acesso, aplicáveis tanto para trabalhos do dia a dia quanto no desenvolvimento de embalagens, além da formação de profissionais e apoio às políticas públicas relacionadas ao setor, dentre outros.

Escrito com base na revisão dos manuais do próprio CETEA, compilação de normas nacionais e internacionais, experiência acumulada em nossos laboratórios e em parcerias com laboratórios públicos e privados nacionais e internacionais, este livro tem por objetivo contribuir para a qualidade da embalagem plástica, seu desenvolvimento e fortalecimento em um mercado cada vez mais competitivo. São abordados no livro noções básicas sobre os principais polímeros utilizados em embalagens rígidas, o desenvolvimento de embalagens com menor impacto ambiental e os aspectos legais relacionados ao contato entre embalagem e alimentos e bebidas. Conceitos associados às principais propriedades das embalagens, princípios, limitações e métodos de ensaio para avaliação de propriedades mecânicas, propriedades de barreira, qualidade do fechamento, resistência química e ao stress cracking ambiental, interação embalagem/produto e caracterização em geral são abordados, além de ensaios aplicados a rótulos auto-adesivos.

Cód. ADI-028
Data: 2008
Nº de páginas: 372 p.
ISBN: 978-85-7029-089-2
Preço: R$ 150,00

Todos os Associados do CETEA têm desconto de 20% sobre o valor mencionado.

Conteúdo

1 . MATERIAIS PLÁSTICOS PARA EMBALAGENS RÍGIDAS

Eloísa Elena Corrêa Garcia

Claire Isabel G. L. Sarantópoulos

Leda Coltro

1.1 Conceitos Básicos sobre Polímeros

1.1.1 Estrutura Molecular

1.1.2 Massa Molecular

1.1.3 Densidade

1.1.4 Cristalinidade

1.1.5 Transições Físicas

1.2 Polietileno - PE

1.3 Polipropileno - PP

1.4 Poliestireno - PS

1.5 Poli(Cloreto de Vinila) - PVC

1.6 Poliéster - PET

1.7 Policarbonato - PC

1.8 Poliamidas - PA

1.9 Copolímeros de Etileno e Álcool Vinílico - EVOH

1.10 Copolímeros de Cloreto de Vinilideno – PVDC

1.11 Aditivos

1.11.1 Antioxidantes

1.11.2 Estabilizantes Térmicos

1.11.3 Estabilizantes à Luz

1.11.4 Lubrificantes

1.11.5 Agentes Desmoldantes

1.11.6 Aditivos Anti-estáticos

1.11.7 Agentes Nucleantes

1.11.8 Modificadores de Impacto

2 . DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO INTEGRANDO ASPECTOS AMBIENTAIS (Ecodesignou DfE – design for environment)

Guilherme de Castilho Queiroz

Eloísa Elena Corrêa Garcia

2.1 Embalagem Plástica & Desenvolvimento de Produto Integrando Aspectos Ambientais

2.2 Desenvolvimento de Produto Integrando Aspectos Ambientais

3 ENSAIOS METROLÓGICOS: TERMINOLOGIA E FONTES DE ERRO

Leda Coltro

3.1 Metrologia

3.2 Conceitos Fundamentais

3.3 Confiabilidade Metrológica

3.4 Variação do Processo de Medição

4 PROCEDIMENTOS DE AMOSTRAGEM DE MATERIAIS E EMBALAGENS RÍGIDAS

Rosa Maria Vercelino Alves

4.1 Procedimento

5 ATMOSFERA-PADRÃO PARA CONDICIONAMENTO E/OU REALIZAÇÃO DE ENSAIOS

Claire I. G. L. Sarantópoulos

5.1 Condições-Padrão de Condicionamento

5.2 Atmosferas-Padrão de Ensaio

5.3 Tolerância.

5.4 Atmosferas Especiais de Condicionamento e Ensaio

5.5 Medições

5.6 Relatório

6 CARACTERIZAÇÃO

Aline Brionísio Lemos

Léa Mariza de Oliveira

Claire I. G. L. Sarantópoulos

Leda Coltro

Joyce Borghetti

6.1 Avaliação Visual

6.1.1 Material e Método

6.2 Avaliação Dimensional

6.2.1 Material e Método

6.3 Distribuição de Espessura Total

6.3.1 Material e Método

6.4 Espessura de Camadas

6.4.1 Material e Método

6.5 Dimensional da Terminação

6.5.1 Material e Método

6.6 Desvio da Verticalidade

6.6.1 Material e Método

6.7 Peso e Capacidade Volumétrica

6.7.1 Material e Método

6.8 Métodos Subjetivos Aplicados à Identificação de Materiais.

6.8.1 Material e Método

6.9 Identificação de Materiais por Infravermelho

6.9.1 Material e Método

6.10 Análise Térmica - Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC)

6.10.1 Material e Método

6.11 Densidade – Método do Gradiente de Densidade

6.11.1 Material e Método

6.12 Densidade – Método do Deslocamento

6.12.1 Material e Método

6.13 Densidade Aparente de Plásticos com Estrutura Celular

6.13.1 Material e Método

6.14 Densidade Aparente de Material para Moldagem

6.14.1 Material e Método

6.15 Volume de Gás do Espaço-livre de Embalagens

6.15.1 Material e Método

6.16 Composição Gasosa do Espaço-livre de Embalagens

6.16.1 Material e Método

6.17 Teor de "Ar" no Espaço-livre de Embalagens de Bebidas Carbonatadas

6.17.1 Material e Método

7 PROPRIEDADES MECÂNICAS

Léa Mariza de Oliveira

Eloísa Elena Corrêa Garcia

Guilherme de Castilho Queiroz

7.1 Resistência à Compressão Dinâmica

7.1.1 Material e Método

7.2 Resistência ao Colapso

7.2.1 Material e Método

7.3 Resistência ao Empilhamento

7.3.1 Material e Método

7.4 Resistência ao Impacto por Queda Livre

7.4.1 Material e Método

7.5 Resistência à Pressão Interna

7.5.1 Material e Método

7.6 Força de Abertura da Termossoldagem

7.6.1 Material e Método

8 PROPRIEDADES DE BARREIRA

Claire I. G. L. Sarantópoulos

Leda Coltro

Marisa Padula

Rosa Maria V. Alves

8.1 Taxa de Permeabilidade ao Oxigênio de Embalagens - Método Coulométrico 

8.1.1 Material e Método

8.2 Taxa de Transmissão ao Vapor d'Água de Embalagens por Método Gravimétrico 

8.2.1 Material e Método

8.3  Taxa de Permeabilidade ao Vapor d'Água de Chapas Plásticas por Equipamento com Sensor Infravermelho

8.3.1 Material e Método

8.4 Permeabilidade a Vapores Orgânicos

8.4.1 Material e Método

8.5 Teor de Gás Carbônico em Embalagens de Bebidas Carbonatadas

8.5.1 Material e Método

8.6 Transmissão de Luz

8.6.1 Material e Método

9 INTERAÇÃO PRODUTO/EMBALAGEM

Guilherme de Castilho Queiroz

Léa Mariza de Oliveira

Leda Coltro

9.1 Resistência ao Stress Cracking Ambiental – Embalagens Sopradas de Polietileno

9.1.1 Material e Método

9.2 Resistência ao Stress Cracking Ambiental (ESCR) – Baldes

9.2.1 Material e Método

9.3 Resistência ao Stress Cracking Ambiental (ESCR) – Tambores e Bombonas          

9.3.1 Material e Método

9.4 Resistência ao Stress Cracking Ambiental (ESCR) – PET

9.4.1 Material e Método

9.5 Resistência ao Stress Cracking Ambiental (ESCR) – Tampas com Rosca

9.5.1 Material e Método

9.6 Resistência Química

9.6.1 Material e Método

10 INTERAÇÃO EMBALAGEM/ALIMENTOS: LEGISLAÇÃO E CONTAMINAÇÃO SENSORIAL

Marisa Padula

Danielle Ito

Joyce Borghetti

10.1 Migração

10.2 Legislação de Materiais para Contato com Alimentos

10.2.1 Legislação Brasileira e MERCOSUL

10.2.2 Atualização da Legislação

10.2.3 Materiais Reciclados Pós-consumo

10.2.4 Boas Práticas de Fabricação e Análise e Controle de Perigos e Pontos Críticos

10.2.5 Obrigatoriedade e Dispensa do Registro

10.2.6 Ministério da Agricultura

10.3 Contaminação Sensorial

10.3.1 Análise Instrumental

10.3.2 Avaliação Sensorial

10.4 Acetaldeído

10.4.1 Acetaldeído em Resinas e Pré-formas de PET

10.4.2 Acetaldeído em Garrafas de PET

11 SISTEMAS DE FECHAMENTO

Rosa Maria Vercelino Alves

Danielle Ito

Léa Mariza de Oliveira

Sandra Balan M. Jaime

11.1 Integridade do Fechamento de Embalagens Plásticas Termosseladas - Ensaio Eletrolítico

11.1.1 Material e Método

11.2 Integridade do Fechamento de Embalagens Plásticas Termosseladas -  Ensaio de Penetração de Solução Colorida

11.2.1 Material e Método

11.3 Avaliação da integridade por detecção de gás hélio

11.3.1 Material e Método

11.4 Integridade do Fechamento de Embalagens Plásticas -  Ensaio de Emissão de Bolhas

11.4.1 Material e Método

11.5 Avaliação da Estanqueidade de Embalagens - Vazamento de Líquidos

11.5.1 Material e Método

11.6  Avaliação da Estanqueidade de Embalagens Fechadas por Tampa com Rosca - Vazamento de Líquidos

11.6.1 Material e Método

11.7 Torque de Fechamento e Abertura de Tampas com Rosca

11.7.1 Material e Método

12 RÓTULOS AUTO-ADESIVOS

Léa Mariza de Oliveira

Guilherme de Castilho Queiroz

12.1 Gramatura do Adesivo

12.1.1 Material e Método

12.2 Estabilidade Dimensional

12.2.1 Material e Método

12.3 Aderência da Tinta de Impressão

12.3.1 Material e Método

12.4 Resistência da Adesão a 180º

12.4.1 Material e Método

12.5 Resistência ao Deslizamento

12.5.1 Material e Método

12.6 Resistência da Adesão na Forma de Loop

12.6.1 Material e Método


Para aquisição, por favor, entre em contato

FONE
+55 19 3743-1937

SOLICITAR PUBLICAÇÃO
Formulário de solicitação

ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos | Av. Brasil, 2880, Campinas, SP - CEP 13070-178 - Caixa Postal 139 | Tel: 19 3743 1700 / Fax: 19 3743 1799 ital@ital.sp.gov.br